Cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP)

Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP) são uma nova oferta formativa que passa, por promover a integração dos estudantes no mercado de trabalho e, ao mesmo tempo, assegurar que as entidades empregadoras encontram profissionais com o perfil desejado.

  • Aplicações Móveis

    O técnico de Aplicações Móveis é um profissional com competências técnicas que, de forma autónoma ou integrado numa equipa, planeia, analisa, desenha e desenvolve aplicações para dispositivos móveis. Atividades Principais

    • Analisar problemas reais de complexidade variável;
    • Planear o desenvolvimento de aplicações móveis;
    • Desenhar arquiteturas de sistemas móveis;
    • Desenvolver/Programar aplicações para dispositivos móveis;
    • Aplicar tecnologias de apoio à criação de aplicações móveis;
    • Integrar componentes multimédia;
    • Editar ou criar multimédia utilizando ferramentas de autor;
    • Desenvolver interfaces 2D ou 3D;
    • Integrar tecnologia emergente em aplicações móveis;
    • Avaliar a usabilidade das aplicações móveis;
    • Testar aplicações móveis.

    ver mais

  • Apoio à Gestão

    O Técnico/a Superior Profissional em Apoio à Gestão é o profissional que presta apoio técnico aos órgãos de direção/ administração no exercício das suas competências, assegurando a execução de tarefas de gestão, administrativas e de secretariado; gere a agenda, contactos e toda a informação recebida e produzida, utilizando aplicações informáticas e técnicas de arquivo e indexação; colabora na identificação das necessidades de compras e gere os stocks; elabora orçamentos e identifica desvios; coordena a informação relativa aos recursos técnicos, humanos, financeiros e contabilísticos, no sentido de a aportar à gestão/direção para que esta possa cumprir com as suas obrigações; coordena e assegura a organização de reuniões, assembleias, eventos e visitas, tendo em conta o protocolo, o relacionamento e a comunicação mais adequada ao contexto.

    Atividades Principais

    • Assegurar a execução de tarefas administrativas, de gestão e de secretariado;
    • Interpretar e gerir a informação recebida e produzida, utilizando as aplicações informáticas adequadas;
    • Organizar e gerir a agenda e contactos internos e externos;
    • Organizar e gerir documentos, ficheiros e arquivos em diferentes suportes, aplicando as respetivas técnicas de arquivo e indexação;
    • Estruturar e redigir documentos empresariais e institucionais em língua portuguesa e inglesa;
    • Colaborar na identificação das necessidades de compras, aplicando as regras de gestão económica de stocks;
    • Controlar as faturas e acompanhar os movimentos de tesouraria;
    • Elaborar orçamentos e análise de desvios orçamentais;
    • Recolher, selecionar e preparar a informação financeira e contabilística para posteriormente analisar e elaborar os relatórios de gestão, no sentido de permitir à gestão/direção cumprir com as suas obrigações e negociar com as instituições financeiras;
    • Recolher, selecionar e preparar a informação relativa a contratos (comerciais, laborais e de seguros) para posteriormente analisar, no sentido de permitir à gestão/direção cumprir com as suas obrigações e negociar com as seguradoras;
    • Planear e organizar reuniões, assembleias, eventos, receções e visitas;
    • Aplicar as normas de protocolo em situações oficiais;
    • Identificar e aplicar as ferramentas adequadas ao relacionamento interpessoal, intra e inter-organizacional;
    • Identificar e aplicar os instrumentos e técnicas fundamentais à comunicação eficaz.
     

    ver mais

  • Assessoria e Comunicação Empresarial

    O técnico em Assessoria e Comunicação Empresarial  é um profissional habilitado a apoiar os órgãos de direção e/ou administração no exercício das suas competências, assegurando a execução de tarefas administrativas, comunicação e de secretariado; gerir a agenda, contactos e toda a informação recebida e produzida, utilizando aplicações informáticas; gerir e supervisionar o apoio qualificado em assessoria e comunicação; coordenar e assegurar a organização de reuniões, assembleias, eventos e visitas, tendo em conta o protocolo, o relacionamento e a comunicação mais adequada ao contexto; definir e implementar estratégias de comunicação interna e externa à organização; e implementar medidas corretivas no âmbito da assessoria e comunicação organizacional. Atividades Principais: 

    1. Planear, organizar e assegurar a organização de reuniões, assembleias, eventos, receções e visitas;
    2. Planear e desenvolver ferramentas e técnicas de comunicação e de negociação mais adequadas na gestão das relações interpessoais e profissionais, quer ao nível do ambiente interno, quer ao nível do ambiente externo da organização;
    3. Apoiar tecnicamente nas tarefas de gestão e assegurar a execução de tarefas administrativas e de secretariado;
    4. Estruturar e redigir documentos empresariais e institucionais em língua portuguesa e inglesa;
    5. Implementar e monitorizar planos de comunicação interna e externa;
    6. Interpretar e gerir a informação recebida e produzida, utilizando as aplicações informáticas adequadas;
    7. Diagnosticar todas as tarefas administrativas que devem ser melhoradas e ou alteradas, propondo e concebendo medidas corretivas;
    8. Organizar e gerir a agenda e contactos internos e externos;
    9. Aplicar as normas de protocolo em situações oficiais;
    10. Planear, organizar e executar as atividades inerentes à assessoria e comunicação organizacional, selecionando e adaptando os instrumentos adequados, reportando os resultados à gestão/direção;
    11. Desenvolver uma estratégia de comunicação organizacional.

    ver mais

  • Audiovisual Digital

    O técnico em Audiovisual Digital é um profissional habilitado a implementar e desenvolver projetos audiovisuais, produzir conteúdos digitais, nomeadamente em empresas de comunicação ou animação, também em gabinetes de design, gabinetes de ilustração, entre outras. Atividades principais:

    1. Conceber e desenvolver conteúdos audiovisuais;
    2. Gerir e desenvolver projetos de conteúdos interativos, aplicando metodologias, técnicas e ferramentas que facilitem o seu desenvolvimento;
    3. Desenvolver e conceber projetos de design, de produtos, audiovisuais e de produção dos media com vista à criação de soluções inovadores, esteticamente agradáveis e comunicativas;
    4. Elaborar estratégias de posicionamento e comunicação relativos aos segmentos do mercado alvo da empresa;
    5. Acompanhar e interpretar inovações e tendências do mercado dos conteúdos audiovisuais;
    6. Desenvolver animações e conteúdos e tendências do mercado dos conteúdos audiovisuais;
    7. Desenvolver conteúdos online com introdução e conceção de fotografia, imagem bitmap, imagem 2D ou 3D a partir de uma ideia original ou de um modelo já existente;
    8. Construir, testar e avaliar protótipos físicos ou digitais;
    9. Pesquisar, analisar, desenvolver e fundamentar informações relevantes para um bom desempenho da sua atividade, nomeadamente conteúdos digitais que possibilitam uma boa comunicação, por parte da empresa, para o mercado;
    10. Acompanhar e implementar as diferentes fases processuais num projeto audiovisual.

    ver mais

  • Comércio Eletrónico

    O Curso Técnico Superior Profissional em Comércio Eletrónico visa formar profissionais aptos a planear, implementar e controlar ações de marketing digital e a apoiar a gestão de lojas online, garantindo a sua competitividade ao nível da execução de operações, da articulação dos processos de logística envolvidos e do reforço da orientação para o cliente através dos canais de venda eletrónica. Atividades Principais:

    • Recolher informação sobre o mercado onde a empresa atua: identificar potenciais clientes, analisar a concorrência no setor, e desenvolver eventuais ações de benchmarking;
    • Identificar novos mercados e desenvolver novos produtos numa perspetiva de inovação constante;
    • Interpretar, gerir e operacionalizar a informação recebida e produzida através de aplicações informáticas adequadas;
    • Desenvolver ações de marketing digital, nomeadamente criar emails e banners promocionais; dinamizar o interface online; adicionar novas ofertas ao site; ou apoiar o cliente na utilização de plataformas digitais;
    • Verificar e testar a usabilidade do site eletrónico e garantir o seu correto funcionamento;
    • Monitorizar o decurso das ações desenvolvidas: fotografar produtos, editar imagens, upload de imagens, organizar imagens, dinamizar o ambiente on-line ou auxiliar a elaboração de campanhas de e-mail
    • Controlar e monitorizar os resultados das operações de forma constante: analisar e monitorizar em permanência os resultados através das ferramentas de web analytics;
    • Enunciar ações corretivas capazes de dinamizar os resultados;
    • Gerir encomendas através do canal online: acompanhar todo o processo desde a receção da encomenda até à sua expedição e posterior recolha de feedback do cliente;
    • Dinamizar a gestão do relacionamento com o consumidor e estimular a proximidade e a interação.

    ver mais

  • Contabilidade e Fiscalidade

    Este curso visa formar adultos em que prevalece a componente técnica nas áreas da Contabilidade e Fiscalidade, conferindo um diploma de Técnico Superior Profissional e, com isso, contribuir para um maior grau de empregabilidade na região em que se insere. O técnico superior especialista em Contabilidade e Fiscalidade é um profissional que, de uma forma autónoma, é capaz de efetuar trabalhos técnicos inerentes a estas duas áreas. Este profissional possui competências no âmbito da contabilidade e do sistema fiscal em conformidade com o normativo legal aplicável. Este diplomado em Contabilidade e Fiscalidade está vocacionado para ocupar postos de trabalho onde poderá desempenhar as funções de âmbito contabilístico, financeiro e fiscal, tais como: organizar e preparar informações de natureza contabilística e fiscal; efetuar a prestação de contas; apoiar as organizações na gestão financeira e fiscal.

    Atividades Principais

    • Organizar, classificar e registar documentação oficial em função do seu conteúdo, baseado na legislação contabilística e fiscal em vigor;
    • Manusear software informático e aplicações informáticas específicas com vista à gestão administrativa, contabilística e fiscal;
    • Analisar as implicações contabilísticas e fiscais das operações realizadas por uma empresa;
    • Participar na elaboração e gestão de centros de custos e capacidade de análise dos custos de uma empresa;
    • Acompanhamento administrativo e financeiro de uma entidade pública ou privada
    • Assegurar os procedimentos necessários à prestação de contas e ao cumprimento de outras obrigações legais e fiscais;
    • Preparar documentação necessária para as auditorias contabilísticas e fiscais;
    • Preparar, apresentar e interpretar as principais peças necessárias para a análise financeira;
    • Analisar e interpretar dados referentes a fontes de financiamento, aplicações financeiras e outros recursos de âmbito financeiro;
    • Elaborar relatórios de apoio às decisões de gestão com enquadramento setorial e económico;
    • Assegurar a realização de procedimentos inerentes ao enquadramento legal, laboral e financeiro das empresas.
       

    ver mais

  • Desenho Técnico e Maquinação

    O técnico de Desenho Técnico e Maquinação é um profissional capaz de fazer e interpretar desenhos de sistemas mecânicos, planeando gerindo ou executando, as operações e as técnicas de programação e maquinação em máquinas CNC com vista à produção otimizada de resultados. Apoiar na decisão de aquisição de novas tecnologias de maquinação com suporte nos fornecedores.

    Atividades Principais

    • Conceber e/ou executar desenhos de peças a 3 dimensões e respetivas ferramentas, utilizando o computador;
    • Criar e otimizar percursos de maquinação, elaborando o programa de maquinação da peça e/ou da ferramenta a obter, com recurso a sistemas CAM (maquinagem assistida por computador) ;
    • Efetuar o controlo dimensional e de forma das peças e/ou do molde, utilizando os instrumentos de medida convencionais ou operando uma máquina de medição por coordenadas (CMM) ;
    • Escolher e conceber sistemas de aperto de peças adequados à maquinação de componentes em máquinas fresadoras, tornos e de eletroerosão com CNC;
    • Preparar as ferramentas, materiais, componentes, peças, necessárias para o desenvolvimento da maquinagem;
    • Desenvolver técnicas de obtenção de pontos de origem da peça;
    • Otimizar o desempenho das ferramentas de corte;
    • Desenvolver e aplicar técnicas para cumprir conformidades específicas das peças;
    • Executar e controlar a maquinação de componentes com recurso a fresadoras e tornos CNC;
    • Enquadrar a tecnologia no sistema produtivo;
    • Aplicar os conceitos de criação e manipulação de geometrias 3D;
    • Identificar e utilizar estratégias de maquinação de desbaste e acabamento 3D;
    • Cooperar com a área da produção, com o objetivo de otimizar os recursos e diminuir tempos improdutivos;
    • Desenvolver relações técnicas com os fornecedores de equipamentos, analisar as necessidades de adaptação das tecnologias às especificidades da empresa.

    ver mais

  • Desenvolvimento Web Multimédia

    O Técnico Superior Profissional em Desenvolvimento Web Multimédia é o profissional apto a conceber e implementar aplicações e serviços Web com conteúdos multimédia, autonomamente ou em equipa, recorrendo às novas tecnologias e ferramentas. Atividades Principais:

    • Planear e desenvolver aplicações avançadas para a web;
    • Planear, desenhar e desenvolver interfaces web interativas;
    • Conceber código suportado em bons princípios de desenvolvimento;
    • Conceber soluções informáticas suportadas nos princípios de usabilidade acessibilidade web;
    • Gerir e integrar diferentes tecnologias de acordo com os requisitos dos projetos web;
    • Conceber interfaces adaptados às diferentes plataformas e dispositivos móveis;
    • Produzir e tratar conteúdos médios (vídeo, imagens, animações);
    • Desenvolver aplicações multimédia;
    • Criar e gerir bases de dados;
    • Organizar, coordenar e supervisionar equipas de implementação de projetos web e multimédia.

    ver mais

  • Design de Calçado

    O titular de um TeSP em Design de Calçado é um profissional que, de forma autónoma, sob orientação ou integrado numa equipa, concebe e desenvolve produtos de calçado tendo em conta as tendências, a qualidade, a estratégia comercial da empresa e os constrangimentos técnicos da produção.

    Atividades Principais

    • Conceber e desenvolver calçado.
    • Gerir projetos de conceção e desenvolvimento de novos modelos de calçado, aplicando metodologias, técnicas e ferramentas que facilitem o seu desenvolvimento. Promover atividades de inovação e desenvolvimento de forma a apoiar a direcção da empresa nestas actividades de valorização do produto, através da indução de novas características/propriedades proporcionadas pela utilização de materiais técnicos e funcionais.
    • Corroborar no estudo do trabalho, no planeamento e organização da produção, na previsão/análise de custos usando instrumentos/programas, com o objetivo de apoiar a direção da produção no planeamento geral de atividades e competências nos diversos sectores.
    • Acompanhar as tendências de moda nacional e internacional, ao nível dos produtos, matérias ­primas, cores, inovações e tendências de mercado.
    • Aplicar as tendências ao mix de produtos e mercados da empresa.
    • Executar manualmente ou utilizando sistemas informáticos (nomeadamente o CAD) a partir de uma ideia original ou de um modelo já existente, esboços, croquis ou desenhos de calçado com o objetivo de desenvolver novas colecções.
    • Construir, testar e avaliar protótipos.
    • Pesquisar, recolher, tratar e analisar informação relevante para o desempenho da sua atividade, nomeadamente sobre a relação entre a empresa e o mercado, no referente a uma eficaz gestão dos produtos da empresa no mercado competitivo da actualidade tendo em conta a constante evolução deste quer a nível nacional, quer internacional.

    ver mais

  • Design de Moda

    O Técnico Superior Profissional em Design de Moda está apto a criar e desenvolver produtos e coleções nas diversas áreas da moda, como, o vestuário e os acessórios, de acordo com os processos criativos e produtivos, as tendências e análises de mercado, tendo como objetivo a viabilidade produtiva e comercial. Atividades principais:

    • Conceber e desenvolver produtos e coleções de moda;
    • Gerir projetos de conceção e desenvolvimento de produtos e coleções de moda, aplicando metodologias, técnicas e ferramentas que facilitem o seu desenvolvimento;
    • Compreender o sistema da moda e a importância da marca e do consumidor nos negócios de moda;
    • Conhecer as matérias-primas mais comuns na confeção de moda;
    • Colaborar nos processos de produção e manipulação de tecidos;
    • Aplicar o conhecimento geral em design de moda;
    • Desenvolver soluções às propostas concretas de clientes;
    • Colaborar na construção e avaliação de protótipos tendo em conta a coordenação e gestão de materiais;
    • Gerir a pesquisa e recolha de informação relevante para o desempenho da sua atividade, nomeadamente sobre a relação entre a empresa e o mercado.

    ver mais

  • Design para Media Digitais

    O Técnico Superior Profissional de  Design para Media Digitais está apto para criar Web Sites, gestão de conteúdos digitais para redes sociais, marketing de redes sociais, paginador digital, aplicações para web, grafismos para aplicações móveis. Atividades Principais:

    • Conceber e desenvolver sites;
    • Gerir e desenvolver projetos de conteúdos interativos, aplicando metodologias, técnicas e ferramentas que facilitem o seu desenvolvimento;
    • Desenvolver e conceber de projetos de design, de produtos audiovisuais e de produção dos media, com vista à criação de soluções inovadoras, esteticamente agradáveis e comunicativas;
    • Elaborar estratégias de posicionamento e comunicação relativos aos segmentos do mercado alvo da empresa;
    • Acompanhar e interpretar inovações e tendências do mercado de web design;
    • Desenvolver animações para plataformas online;
    • Desenvolver conteúdos online com introdução e conceção de fotografia, imagem bitmap, imagem vectorial ou de 3D, a partir de uma ideia original ou de um modelo já existente;
    • Construir, testar e avaliar protótipos físicos ou digitais;
    • Pesquisar, analisar, desenvolver e fundamentar informações relevantes para o bom desempenho da sua atividade, nomeadamente conteúdos web que possibilitam uma boa comunicação, por parte da empresa, para o mercado.

    ver mais

  • Eletrónica, Automação e Comando

    O titular de cursos técnicos superiores profissionais em Eletrónica, Automação e Comando é um profissional que, de forma autónoma ou integrado numa equipa, planeia, executa e dirige a execução, instalação e a manutenção de automatismos industriais, tendo em vista a otimização da instalação e o cumprimento dos requisitos de qualidade, normas e regulamentos de segurança. O titular deste curso apresenta ainda competências de planeamento, coordenação e controlo da produção, bem como na instalação e configuração de sistemas domóticos. Está ainda apto a ministrar formação nas principais áreas do curso.

    Atividades Principais

    • Instalar, programar e colocar em funcionamento equipamentos e sistemas de automação, instrumentação, robótica e controlo industrial;
    • Elaborar esquemas elétricos, eletrónicos, pneumáticos e hidráulicos;
    • Desenvolver automatismos industriais utilizando controladores lógicos programáveis (PLC);
    • Instalar equipamentos pneumáticos e hidráulicos;
    • Instalar e configurar sistemas domóticos;
    • Planificar e montar quadros elétricos de equipamentos de automação industrial, tendo em consideração as boas-práticas e as normas e regulamentos aplicáveis;
    • Efetuar a gestão da manutenção de equipamentos e sistemas de automação, instrumentação, robótica e controlo industrial;
    • Colaborar no planeamento, coordenação e controlo da produção;
    • Dar formação a outros colaboradores da empresa, nomeadamente aos utilizadores dos equipamentos, aos técnicos de eletrónica e aos técnicos de manutenção;
    • Preencher documentação técnica e elaborar relatórios técnicos relativos à atividade desenvolvida.

    ver mais

  • Energia, Telecomunicações e Domótica

    O Técnico Superior Profissional em Energia, Telecomunicações e Domótica é o profissional capaz de planear, dimensionar e executar instalações elétricas, infraestruturas de telecomunicações e de domótica. Também procede à manutenção de instalações elétricas, redes de distribuição de energia elétrica e de Telecomunicações em edifícios e dá apoio às diferentes áreas de produção industrial na manutenção e gestão dos equipamentos elétricos, tendo em vista a otimização da instalação e o cumprimento dos requisitos de qualidade, normas e regulamentos de segurança. Atividades Principais

    • Planear e dimensionar a instalação, manutenção e reparação de instalações elétricas de baixa e média tensão, de energias renováveis,de comando, sinalização e proteção, de distribuição de energia elétrica e instalações de telecomunicações em edifícios.
    • Efetuar a instalação de equipamentos elétricos/eletrónicos, instalação, manutenção e reparação de instalações elétricas de baixa e média tensão, de energias renováveis, de comando, sinalização e proteção, de distribuição de energia elétrica e instalações de telecomunicações em edifícios.
    • Efetuar manutenções preventivas e corretivas  em equipamentos elétricos/eletrónicos e instalações elétricas de baixa e média tensão,  de energias renováveis, de comando, sinalização e proteção, de distribuição de energia elétrica e instalações de telecomunicações em edifícios.
    • Efetuar a instalação de equipamentos e sistemas de telecomunicações em edifícios, utilizando tecnologias, técnicas e instrumentos adequados, de acordo com as instruções técnicas, regulamentação específica e manuais de fabricante, respeitando as normas de segurança de pessoas e equipamentos.
    • Efetuar manutenções preventivas e corretivas  de equipamentos e sistemas de telecomunicações em edifícios, utilizando tecnologias, técnicas e instrumentos adequados, a fim de assegurar o seu correto funcionamento, respeitando as normas de segurança de pessoas e equipamentos.
    • Efetuar orçamentos relativos à execução, manutenção e/ou reparação de instalações elétricas,  nomeadamente, os cálculos de materiais, equipamentos, mão-de­obra e tempos de trabalho.
    • Efetuar o planeamento e escalonamento de equipas de intervenções técnicas a equipamentos elétricos/eletrónicos e instalações elétricas intervencionadas.
    • Elaborar relatórios e preencher documentação técnica relativa à atividade desenvolvida.
    • Projetar, implementar e efetuar manutenção de soluções de domótica ou controlo automatizado em habitações.

    ver mais

  • Exportação e Logística

    O Técnico Superior Profissional em Exportação e Logística é o profissional que analisa os mercados internacionais com os quais a empresa se relaciona, assegura e controla o processo de exportação, gere os sistemas de transportes, conhece as regras de direito internacional, e otimiza os fluxos de informação, produtos, serviços e matérias-primas com vista à satisfação do cliente e à criação de vantagem competitiva.

    Atividades Principais

    • Conhecer as redes de comércio internacional e participar no planeamento, organização, implementação e controlo do processo de exportação.
    • Analisar a envolvente da empresa, compreender as diferentes especificidades e desenvolver relações de cooperação.
    • Coordenar as atividades de receção, controlo, movimentação, aprovisionamento e expedição de mercadorias.
    • Desenvolver redes de relacionamento com o cliente, assegurando o cumprimento dos requisitos comerciais contratados, prestando informações de acompanhamento, e adequando o processo logístico às necessidades do cliente.
    • Analisar as necessidades logísticas da empresa e definir soluções adequadas aos objetivos, estratégias e recursos da organização.
    • Coordenar e controlar as atividades de distribuição e o aprovisionamento da produção, recorrendo a sistemas de informação integrados.
    • Colaborar na gestão das operações de financiamento bancário internacional, reunir documentação relevante e garantir conformidade com a legislação e os requisitos fiscais externos.
    • Articular o sistema de transportes, de acordo com as suas características e especificidades, às exigências da empresa e garantir a gestão do risco associado aos bens transacionados.
    • Integrar equipas multidisciplinares, privilegiando a comunicação, a colaboração, o desempenho e a cordialidades nas relações de trabalho.
    • Elaborar relatórios de análise e gestão de indicadores comerciais considerados relevantes e sistematizar informação operacional.

    ver mais

  • Gestão Financeira e Contabilística

    O técnico em gestão financeira e contabilística é um profissional com competências para gerir atividades de âmbito financeiro e contabilístico com vista a assegurar a informação necessária à análise interna e à prestação de contas das organizações. Atividades principais:

    • Organizar, classificar e reconhecer documentação oficial em função do seu conteúdo, baseado na legislação contabilística e fiscal em vigor;
    • Gerir áreas administrativa, financeira e contabilística através de software informático e aplicações informáticas específicas com vista a obter outputs;
    • Coordenar as operações realizadas por uma empresa para avaliar as implicações financeiras e contabilísticas das mesmas;
    • Participar na elaboração e gestão de centros de custos e capacidade de análise dos custos de uma empresa;
    • Assegurar os procedimentos necessários à prestação de contas e ao cumprimento de outras obrigações legais e fiscais;
    • Preparar documentação necessária para as auditorias financeiras e contabilísticas;
    • Preparar, apresentar e interpretar as principais peças necessárias para a análise financeira;
    • Gerir fontes de financiamento, aplicações financeiras e outros recursos de âmbito financeiro;
    • Elaborar relatórios de apoio às decisões de gestão com enquadramento setorial e económico;
    • Assegurar a realização de procedimentos inerentes ao enquadramento legal, laboral e financeiro das empresas.

    ver mais

  • Gestão Industrial da Produção

    O técnico superior profissional em Gestão Industrial da Produção tem como função dar apoio à direção da produção, através da agilização e otimização dos processos produtivos. Tem conhecimentos para, sob orientação ou de forma autónoma, planear, organizar e coordenar os processos produtivos e os respetivos recursos (humanos, tecnológicos, materiais, conhecimento, financeiros) a fim de adequar o sistema produtivo ao mercado e às necessidades dos clientes. Atividades Principais:

    • Planeamento e gestão da produção
    • Planeamento e gestão de stocks
    • Logística e distribuição
    • Gestão de operações
    • Compras e aprovisionamento
    • Planeamento financeiro da produção
    • Organização e gestão de sistemas produtivos
    • Higiene e segurança industriais
    • Tecnologias de produção

    ver mais

  • Gestão das Instalações Desportivas e Desporto

    O técnico em Gestão das Instalações Desportivas e Desporto é um profissional habilitado a planear, organizar, dirigir e controlar todas as atividades da empresa ou organização desportiva, com autonomia e espírito crítico, para que seja possível maximizar todos os recursos disponíveis, criando desta forma soluções que garantam o crescimento com qualidade, garantido igualmente a satisfação dos clientes. Atividades principais:

    • Gerir uma empresa ou organização desportiva;
    • Gerir as instalações e os equipamentos específicos;
    • Coordenar a implementação das atividades, projetos, serviços e eventos;
    •  Gerir a intervenção de acordo com as necessidades da população alvo, adequando meios, recursos humanos e financeiros, métodos e tarefas;
    • Apoiar tecnicamente nas tarefas de gestão e assegurar a execução de tarefas administrativas e de secretariado;
    • Gerir de forma eficaz os sistemas de informação e os canais online para a gestão, promoção e comercialização dos produtos desportivos da organização, assim como as inscrições nas suas iniciativas ou atividades;
    • Planear, coordenar e promover atividades desportivas em grupo ou individualmente, para diferentes populações;
    • Planear, organizar e assegurar a organização de reuniões, assembleias, eventos, receções e visitas;
    • Aconselhar, prescrever e planear as atividades desportivas mais adequadas de acordo com a avaliação global do praticante e de acordo com a coordenação;
    • Gerir e organizar a logística do processo de treino;
    • Desenvolver estratégias que promovam a prática desportiva;
    • Executar o planeamento, organização, gestão, monitorização e avaliação das atividades de forma eficaz e eficiente, identificando soluções adequadas às suas especificidades;
    •  Identificar e gerir os meios humanos e materiais mais adequados ao desenvolvimento e ou afetação no âmbito da atividade da organização;
    • Executar tarefas no âmbito da comunicação e gerir todas as oportunidades de promoção, divulgação e comercialização das atividades.

    ver mais

  • Gestão de Restauração e Bebidas

    O técnico em Gestão de Restauração e Bebidas é um técnico habilitado a gerir e controlar, de forma autónoma ou coordenada, as atividades e operações dos serviços de Alimentação e Bebidas, de forma a garantir a qualidade do serviço a prestar, a afetação eficiente dos recursos e a maximização da rentabilidade, integradas em unidade de Restauração, inseridas em unidade Hoteleiras, Catering ou autónomas.   Atividades Principais:

    1. Gerir operações em unidades de negócio de Restauração e Bebidas
    2. Supervisionar, coordenar, controlar e organizar as atividades e operações dos serviços de Alimentação e Bebidas
    3. Planear e desenvolver a estratégia de promoção e comercialização do serviço de Alimentação e Bebidas
    4. Planear, coordenar e organizar as operações de Alimentação e Bebidas, garantindo a qualidade dos serviços
    5. Planear e estruturar menus e proceder ao cálculo de custos associado
    6. Controlar a qualidade do serviço e da interação com o cliente
    7. Gerir os resultados financeiros do serviço de Alimentação e Bebidas

    ver mais

  • Gestão de Seguros

    O técnico em Gestão de Seguros é um profissional habilitado que comercializa produtos de seguros do ramo vida e não vida, gere os processos de sinistros e a carteira de clientes e presta assessoria técnica na área dos seguros, podendo exercer a sua actividade por conta própria ou por conta de outrem. Atividades principais:

    • Comercializar seguros dos ramos vida e não vida;
    • Informar e aconselhar tecnicamente os clientes sobre todos os produtos de seguros disponíveis;
    • Gerir os processos de sinistros dos clientes;
    • Gerir a carteira de clientes;
    • Analisar e propor aos clientes produtos financeiros de complemento de reforma;
    • Gerir a informação disponibilizada pelo segurador de forma a atingir os resultados dos ciclos comerciais;
    • Assessorar na formação dos colaboradores directamente envolvidos na actividade seguradora;
    • Comunicar com a Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões;
    • Analisar os produtos comerciais existentes no mercado e a legislação regulamentar da actividade seguradora;
    • Gerir os seguros de empresas e empresários em nome individual.

    ver mais

  • Ilustração e Arte Gráfica

    O Técnico Superior Profissional de Ilustração e Arte Gráfica está apto a conceber e desenvolver ilustração, composição e trabalho para pré-impressão tendo em conta a estratégia comercial da empresa e os constrangimentos técnicos inerentes à produção gráfica. Atividades Principais:

    • Desenvolver ilustrações digitais 2D para os mais variados tipos de suporte;
    • Desenvolver ilustrações manuais enquanto prática constante do esboço e, eventualmente, como produto final;
    • Gerir, planear e organizar um projeto de ilustração da criação à pré-impressão;
    • Gerir a pesquisa e recolha de informação relevante para o desempenho da sua atividade;
    • Executar várias técnicas de ilustração na conceção de um produto gráfico, tomando sempre em consideração a relação entre a empresa e a necessidade do cliente;
    • Desenvolver ilustrações 3D, com recurso a softwares de modelação digital.

    ver mais

  • Inovação alimentar e artes culinárias

    O técnico em Inovação Alimentar e Artes Culinárias  é um profissional habilitado a conceber, organizar e executar as atividades de preparação e confeção alimentar, acompanhando as novas tendências e criatividade ao nível da cozinha e da gastronomia, valorizando o receituário tradicional português, respeitando os princípios da sazonalidade, segurança alimentar e nutrição. Atividades Principais: 

    1. Confecionar alimentos em contexto de gastronomia, baseando-se na gastronomia portuguesa e em algumas gastronomias internacionais;
    2. Confecionar produtos de padaria e de pastelaria popular e conventual;
    3. Confecionar alimentos com utilização de técnicas gastronómicas avançadas;
    4. Confecionar alimentos com aditivos alimentares;
    5. Implementar sistemas de gestão de segurança alimentar em contexto de hotelaria;
    6. Elaborar estudos de avaliação da satisfação dos alimentos e/ou refeições servidas, interagindo por isso junto dos clientes e/ou consumidores;
    7. Adaptar refeições tradicionais portuguesas nutricionalmente mais equilibradas;
    8. Calcular as cargas calóricas dos alimentos e refeições, criar e dimensionar menus, incluindo para pessoas com necessidades nutricionais especiais;
    9. Demonstrar capacidade de inovação na produção de refeições;
    10. Organizar uma adega de vinhos de um restaurante;
    11. Organizar a gestão física de uma cozinha profissional;
    12. Empratar alimentos para os diferentes tipos de serviços de restauração com recurso a soluções criativas.
       

    ver mais

  • Manutenção Industrial

    O Técnico Superior Profissional em Manutenção Industrial gere a manutenção de equipamentos de automação, instrumentação, robótica e controlo industrial. Está igualmente apto para orientar os trabalhos na área da manutenção, relativamente à preparação, inspeção e manutenção de equipamentos industriais e também de instalações de AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado). Atividades Principais:

    • Planear e organizar os trabalhos de manutenção e reparação de equipamentos industriais de acordo com as normas de qualidade estabelecidas;
    • Analisar desenhos, normas e outras especificações técnicas a fim de identificar formas e dimensões, funcionalidades, materiais e outros dados complementares relativos a equipamentos industriais, por forma a auxiliar os trabalhos de manutenção e reparação;
    • Orientar, controlar e desenvolver as atividades na área da manutenção e reparação de equipamentos industriais;
    • Orientar ou proceder à instalação, preparação e ensaio de vários tipos de máquinas, motores e outros equipamentos industriais e de AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado).
     

    ver mais

  • Marketing Digital e Social Media

    O técnico em Marketing  Digital e Social Media é um profissional habilitado a planear, elaborar e gerir estratégias de marketing digital e social media em contexto empresarial, controlar e avaliar o impacto das campanhas de marketing digital e social media através da aplicação de métricas de avaliação e monitorização de resultados de web analystics. Atividades principais:

    1. Desenvolver e coordenar campanhas de marketing digital;
    2. Gerir, operacionalizar e interpretar, a informação recebida e produzida através de aplicações informáticas adequadas;
    3. Definir procedimentos e ferramentas de controlo e motorização das redes sociais;
    4. Produzir conteúdos digitais que promovam a marca e que correspondam às necessidades dos consumidores;
    5. Definir e implementar um plano estratégico de marketing digital e social media adaptado às exigências do mercado e às características da organização.
    6. Pesquisar, selecionar e implementar estratégias de Marketing Analystics e Marketing Intelligence.
    7. Gerir e avaliar o impacto de campanhas de marketing digital e social media.

    ver mais

  • Mecânica Automóvel

    O técnico em Mecânica Automóvel é capaz de realizar o planeamento e controlo de processos de manutenção e reparação automóvel em oficinas, supervisionando os trabalhos de diagnóstico, deteção e reparação de avarias nos sistemas mecânicos, elétricos e eletrónicos de veículos automóveis ligeiros e pesados, procurando maximizar a produtividade da oficina de manutenção e reparação automóvel, atentando às normas de segurança ambiental e de higiene e saúde no trabalho.

    Atividades Principais

    • Planear e gerir o trabalho oficinal.
    • Supervisionar os trabalhos de manutenção, diagnóstico, deteção e reparação de avarias em veículos automóveis ligeiros e pesados.
    • Acompanhar e controlar a qualidade dos trabalhos efetuados na oficina, tendo em vista a otimização dos resultados.
    • Supervisionar o serviço de comercialização dos serviços/produtos da oficina, promovendo a satisfação total dos clientes.
    • Garantir o respeito pelas normas e segurança ambiental e de higiene e saúde no trabalho.

    ver mais

  • Metrologia, Instrumentação e Qualidade Industrial

    O técnico em Metrologia, Instrumentação e Qualidade Industrial é um profissional com competências técnicas que, de forma autónoma ou integrado numa equipa, planeia, analisa, desenha e desenvolve aplicações para dispositivos móveis. A Atividades Principais: Avaliar e apoiar na implementação de sistemas de gestão da qualidade, aplicar e coordenar a aplicação de normas de qualidade, planear e realizar tarefas especificas de controlo de qualidade, principalmente em organizações indústrias, serviços e laboratórios de ensaios de acordo com os referenciais normativos em vigor e:

    • Participar com os órgãos responsáveis pela qualidade, na implementação do Sistema de Gestão de Qualidade;
    • Definir os procedimentos relativos ao controlo da qualidade para cada área funcional, de acordo com as necessidades e objetivos da empresa;
    • Implementar e acompanhar os procedimentos de controlo da qualidade
    • Avaliar os resultados da aplicação dos procedimentos de controlo da qualidade da empresa;
    • Implementar um sistema de gestão da qualidade;
    • Realizar auditorias da qualidade;
    • Apoiar na acreditação e gestão de laboratórios;
    • Realizar calibrações de equipamentos de medida;
    • Avaliar os resultados da calibração de equipamentos de medida;
    • Garantir as condições de higiene e segurança do trabalho.

    ver mais

  • Mobilidade Híbrida

    O técnico superior profissional em Mobilidade Híbrida, tem competências para planear, realizar e controlar todos os processos de manutenção e reparação de veículos automóveis ligeiros e pesados, quer exclusivamente movidos por tecnologia elétrica, como por motores de combustão interna apoiados por tecnologia motriz elétrica. As principais atividades a desenvolver são: a) Planear e gerir o trabalho oficinal; b) Supervisionar os trabalhos de manutenção, diagnóstico, deteção e reparação de avarias em veículos automóveis ligeiros e pesados híbridos e elétricos; c) Acompanhar e controlar a qualidade dos trabalhos efetuados na oficina, tendo em vista a otimização dos resultados; d) Supervisionar o serviço de comercialização dos serviços e ou produtos da oficina, promovendo a satisfação total dos clientes; e) Garantir o respeito pelas normas e segurança ambiental e de higiene e saúde no trabalho.

    ver mais

  • Moldação de Plásticos Por Injeção

    O técnico em Moldação de Plásticos por Injeção é um profissional habilitado a preparar, criar, monitorizar e controlar a produção de componentes plásticos através de tecnologia de moldagem por injeção.

    Atividades Principais: 

    1. Planear, programar e gerir o processo de moldação de plásticos por injeção;
    2. Operar e controlar os equipamentos afetos ao processo de injeção de plásticos durante o ciclo de produção;
    3. Definir, executar, analisar e otimizar o processamento de componentes plásticos através da análise de simulação de injeção;
    4. Elaborar relatórios de produção e de testes ou experiências;
    5. Planear e executar a manutenção dos equipamentos afetos ao processo de injeção de plásticos;
    6. Coordenar os trabalhos do auxiliar da produção.

    ver mais

  • Organização e Gestão de Eventos

    Actualmente, os eventos constituem-se como uma das áreas de actividade com maior desenvolvimento. O Técnico de Organização e Animação de Eventos é o profissional qualificado apto a conceber e programar eventos, organizar e planear diferentes tipos de eventos, orçamentar eventos e identificar potenciais fontes de receitas (e.g.: financiamento, patrocínio, etc), proceder ao levantamento dos recursos técnicos necessários para a produção de eventos, proceder ao levantamento dos recursos humanos necessários para a produção de eventos (incluindo voluntários), coordenar e acompanhar as equipas de trabalho, bem como proceder à avaliação e divulgação de resultados. O Técnico de Organização e Animação de Eventos é também um profissional qualificado para analisar o mercado e desenvolver uma oferta ajustada à procura real ou potencial, bem como interagir com stakeholders.

    Atividades Principais

    • Organizar e planear as várias tipologias de eventos;
    • Elaborar orçamentos e análise de desvios orçamentais;
    • Desenvolver e implementar as oito políticas do marketing-mix específicas dos eventos;
    • Comunicar e promover eventos de forma eficaz e eficiente;
    • Interpretar e gerir a informação recebida e produzida, utilizando aplicações informáticas adequadas;
    • Aplicar as normas de protocolo específicas de cada tipologia de evento;
    • Identificar e desenvolver parcerias de financiamento e patrocínio;
    • Desenvolver ações de animação turística;
    • Identificar e ajustar os produtos e serviços principais e complementares à procura;
    • Determinar o preço óptimo para os eventos e produtos/serviços complementares.
    • Gerar procura de eventos através da inovação;
    • Criar, desenvolver e consolidar a imagem e posicionamento de eventos;
    • Desenvolver packagings de serviços nos eventos, nomeadamente, transportes, alojamento, catering e bilheteira;
    • Identificar e aplicar as ferramentas adequadas ao relacionamento interpessoal, intra e inter-organizacional.

    ver mais

  • Preparação e Gestão de Obra

    O técnico em Preparação e Gestão de Obra é um profissional habilitado a preparar e gerir obras, quer no domínio das técnicas quer nos procedimentos. Analisar projetos, cadernos de encargos, e planos de trabalhos de uma obra e colaborar na preparação e compatibilização dos projetos de todas as especialidades, também como realizar desenhos de execução de obra. Fazer modelação BIM e acompanhar a execução dos trabalhos.

    Atividades Principais: 

    1. Colaborar com os responsáveis de obra na preparação de todos os trabalhos e compatibilização todas as especialidades;
    2. Executar desenhos de execução e pormenorização de obra;
    3. Verificar a conformidade da cotagem, legendagem e outros elementos de peças desenhadas e desenhos de acordo com as especificações;
    4. Acompanhar o início dos trabalhos e verificar a sua execução de acordo com os desenhos de preparação.
    5. Identificar a caraterizar materiais, contabilizar e planear o aprovisionamento de materiais e equipamentos para a execução dos trabalhos desenvolvidos em obra;
    6. Modelar a obra em BIM e preparar desenhos de detalhe;
    7. Apoiar a elaboração das Telas finais e da compilação técnica;
    8. Acompanhar a preparação e execução de obras;
    9. Efetuar as medições em projeto em obra e quantificar os materiais necessários;
    10. Efetuar desenhos técnicos, nomeadamente desenho de projetos de arquitetura, de estruturas, de redes e de instalações, utilizando aplicações informáticas específicas (CAD);
    11. Ler e interpretar projetos de arquitetura, desenhos de estruturas, de redes e de instalações, elementos topográficos e outras informações técnicas relativas à construção civil;
    12. Colaborar na implantação do estaleiro e da obra;
    13. Colaborar com os responsáveis pela obra no planeamento e preparação da mesma;
    14. Conhecer os procedimentos da qualidade, ambiente, segurança e higiene no trabalho bem como da legislação em vigor;

    ver mais

  • Redes e Segurança Informática

    O técnico de Redes e Segurança Informática é um profissional que, de forma autónoma ou integrado numa equipa, tem competências técnicas para a análise, planeamento e desenvolvimento de soluções de redes e infra-estruturas de comunicação de dados, englobando os sistemas informáticos, dispositivos móveis e equipamentos de redes, para comunicações de dados e voz integradas.

    Adicionalmente, o técnico tem também competências na área da segurança das comunicações e da informática.

    Atividades Principais

    • Planear, instalar e configurar infra-estruturas de redes;
    • Realizar a gestão e manutenção de infra-estruturas de redes;
    • Realizar a gestão de servidores e serviços aplicacionais para a Internet;
    • Instalar, configurar e realizar manutenção de sistemas informáticos;
    • Instalar, verificar e certificar cablagens para redes de comunicações, incluindo redes de fibra óptica;
    • Analisar o funcionamento de infra-estruturas de redes e propor optimizações no seu desempenho;
    • Desenvolver soluções de comunicação de Voz sobre IP (VOIP);
    • Integrar soluções de comunicação de voz e dados em infra-estruturas existentes;
    • Avaliar a segurança das infra-estruturas e suas comunicações de dados;
    • Analisar problemas reais de complexidade variável;
    • Administrar e gerir a segurança de sistemas informáticos e redes de comunicação de dados.

    ver mais

  • Robótica Colaborativa e Inteligência Industrial

    O técnico em Robótica Colaborativa e Inteligência Industrial e é um profissional habilitado a realizar e gerir, de forma integrada, as atividades de projeto, de implementação, de programação e de supervisão associadas à robótica colaborativa ou móvel, integração de sistema e manutenção em meio industrial, tendo em vista a automatização e a otimização de sistemas  industriais de produção. Atividades principais:

    1. Projetar e implementar sistemas automatizados para processos industriais;
    2. Adaptar os sistemas automatizados existentes, procurando otimizar os processos industriais;
    3.  Supervisionar e programar sistemas de monitorização industrial;
    4. Implementar e supervisionar sistemas de controlo de processos e qualidade;
    5. Elaborar ações técnicas concretas com vista à racionalização de consumos de energia;
    6. Elaborar e implementar atividades associadas à gestão da manutenção;
    7. Apoiar tecnicamente os departamentos de manutenção nas atividades de manutenção preventiva e corretiva;
    8. Projetar e implementar ferramentas mecânicas para integração de sistemas em unidades robóticas;
    9. Apoiar na interligação de sistemas robóticos colaborativos  com redes industriais;
    10. Elaborar e implementar soluções inteligentes de controlo sobre processos industriais.

    ver mais

  • Segurança e Proteção de Dados para Sistemas de Informação

    O técnico em Segurança e Proteção de Dados para Sistemas de Informação é um profissional habilitado a tratar e aplicar medidas técnicas e organizativas adequadas a assegurar e a comprovar que o tratamento de dados é efetuado em conformidade com a legislação aplicável e com sistemas  de segurança adequados; compreender os riscos relativos à segurança da informação que as organizações a enfrentar as suas atividades, responder aos desafios da proteção de dados e privacidade; implementar sistemas de gestão de segurança da informação alinhados com as metas e objetivos de negócios; compreender as suas causas de ataques e identificar as ameaças à segurança da informação; implementar uma cultura organizacional para a segurança da informação e responder aos requisitos da nova lei de proteção de dados, permitindo às organizações alcançar a conformidade com o regulamento RGPD.

    Atividades Principais: 

    1. Assegurar a recolha  e o tratamento de dados;
    2. Garantir a execução das tarefas de proteção e tratamento de dados com medidas técnicas e organizativas adequadas, de forma que o tratamento satisfaça e assegure a defesa dos direitos titular dos dados;
    3. Organizar os sistemas de segurança e garantir mecanismos de segurança que impeçam o acesso aos mesmos;
    4. Gerir através de meios informáticos os prazos judiciais e administrativos;
    5. Definição de políticas e práticas em matéria de proteção de dados para garantir controlos adequados para a deteção e prevenção;
    6. Anonimização, pseudominização e encriptação para definição da politica de privacidade;
    7. Análise do risco da segurança da informação e compreender as causas dos ataques e identificar ameaças;
    8. Gestão de acessos com confidencialidade, integridade, disponibilidade e resiliência,
    9. Implementar sistemas de gestão de segurança para impedir perdas e danos.

    ver mais

  • Sistemas Eletrónicos e Computadores

    O Técnico Superior Profissional em Sistemas Eletrónicos e Computadores planeia e coordena os processos de assemblagem de soluções eletrónicas, tendo em vista a sua otimização e o cumprimento dos requisitos de qualidade, normas e regulamentos de segurança em sistemas eletrónicos. Atividades Principais:

    • Projetar, implementar e/ou depurar sistemas eletrónicos e de computadores para atuação e aquisição, utilizando estruturas de hardware baseadas em microcontroladores e microprocessadores;
    • Projetar, dimensionar e/ou executar placas de circuito impresso de acordo com os requisitos da aplicação, selecionando os componentes passivos e ativos, sistema de sensores e interfaces mais adequadas, módulos de comunicação com e sem fios;
    • Desenvolver e depurar aplicações de software para sistemas de controlo e interface homem-máquina e de sistema críticos para sistemas embebidos de tempo-real;
    • Analisar, elaborar e interpretar esquemas elétricos e eletrónicos, anomalias de funcionamento e formular hipóteses de causas prováveis, equipamentos de medição e análise de sinais elétricos, regulamentação específica e manuais de fabricante;
    • Analisar e otimizar utilizando ferramentas de gestão de processos, simulação e síntese, bem como índices de rastreabilidade de produtos e qualidade os processos de produção de sistemas eletrónicos;
    • Planear, realizar e garantir o exame e ensaios elétricos e eletromagnéticos normalizados EMC, bem como o cumprimento e controlo das normas IPC e dos processos de produção de sistemas eletrónicos;
    • Efetuar orçamentos relativos à execução, manutenção e/ou reparação de equipamentos Eletrónicos, efetuando, nomeadamente, os cálculos de materiais, equipamentos, mão-de-obra e tempos de trabalho para o desenvolvimento de uma soluções customizadas;
    • Prestar assistência técnica a clientes esclarecendo possíveis dúvidas sobre o funcionamento de equipamentos elétricos/eletrónicos e equipamentos intervencionados;
    • Elaborar relatórios e preencher documentação técnica relativa à atividade desenvolvida.

    ver mais

  • Soldadura Avançada

    O Técnico Superior Profissional em Soldadura é o profissional que está apto a conceber, elaborar, coordenar e executar projetos de fabricação soldada. Atividades Principais:

    • Conceber, elaborar, coordenar e executar projetos de fabricação soldada;
    • Selecionar processos, equipamentos e materiais de adição;
    • Propor soluções técnicas e economicamente competitivas;
    • Inspecionar e controlar a Qualidade de construções soldadas;
    • Desenvolver trabalhos de investigação científica no domínio da soldadura.

    ver mais

  • Tecnologia e Inovação Informática

    O técnico em Tecnologia e Inovação Informática é um profissional habilitado a projetar, implementar, otimizar e preservar sistemas de informação desktop, estruturas de dados e sistemas baseados nas diversas tecnologias informáticas. Atividades Principais: 

    1. Elaborar e implementar procedimentos, com base em padrões e regras utilizadas na resolução de problemas relacionados com sistemas de informação;
    2. Coordenar os processos de análise e documentação técnica de sistemas de informação;
    3. Elaborar e implementar sistemas de informação empresariais;
    4. Planear e realizar atividades de manutenção e otimização de sistemas empresariais;
    5. Gerir e supervisionar de forma integrada as tecnologias e os sistemas de informação empresariais;
    6. Planear e realizar atividades relacionadas com a arquitetura organizacional dos sistemas de informação empresariais.

    ver mais

  • Turismo, Natureza e Aventura

    O Curso Técnico Superior Profissional em Turismo Natureza e Aventura visa formar profissionais aptos a planificar, coordenar e gerir as operações turísticas no espaço rural, de natureza e de aventura, num contexto integrado entre a vivência de experiências turísticas e a conservação dos recursos naturais e o desenvolvimento turístico sustentável dos destinos. Atividades Principais:

    • Planear, coordenar e organizar diferentes atividades de animação no âmbito do turismo de natureza e aventura;
    • Estudar as tendências de desenvolvimento do setor do turismo de natureza e aventura, concretamente determinar a abordagem STP (segmentation, targeting e positioning);
    • Proceder à promoção e animação de espaços rurais e da natureza;
    • Gerir equipa de recursos humanos afetos às atividades de animação em turismo de natureza e aventura;
    • Atuar como gestor de operações turísticas e das atividades de planeamento de empresas turísticas no espaço rural e de natureza.
    • Proceder ao levantamento de recursos turísticos locais e regionais;
    • Planear estratégias de conservação de recursos naturais, promovendo o desenvolvimento de atividades num contexto de turismo sustentável;
    • Colaborar na divulgação da oferta turística local e regional.
     

    ver mais